De 21 a 25 de Outubro/2012 | Canela RS

Notícias

Rock em muitas rotações por minuto

Clique para ampliar

RPM

Fazia 23 anos que o RPM não gravava um álbum em estúdio. Vinte e três anos que o RPM não soava tão.... RPM. Por mais que o jogo de palavras pareça proposital para uma abertura estilosa sobre o disco Elektra, a afirmação é totalmente verdadeira. Se o RPM criou um estilo dentro do incensado BRock dos anos 1980, com este disco o grupo mostra que criou realmente uma grife.

O grupo já havia se reunido há 10 anos. Mas em condições específicas, para um projeto ao vivo da MTV. "Aquele foi um projeto com começo, meio e fim. Hoje retomamos a carreira pensando em material totalmente inédito, shows com a banda em sua formação clássica de quarteto, sem participações. Voltamos ao bom e velho rock e a volta é definitiva", diz o tecladista.

O desenho do retorno começou a se desenhar em 2008, quando foi lançado o box comemorativo de 25 anos de carreira. A Rede Globo resolveu homenageá-los no programa "Por Toda a Minha Vida", e dali para conversas sérias sobre a volta foi um pulo. "Ficamos muito emocionados com a homenagem e vimos o carinho que as pessoas tem pela banda. E em novembro de 2010 começamos a compor as músicas do novo álbum", conta Paulo Ricardo.

Em abril do ano passado fizeram alguns shows para esquentar. E finalizaram o ano com 70 apresentações pelo país, mirando nos três digitos de shows em 2012 e um DVD do registro da turnê para o segundo semestre. A promessa do baixista/vocalista é de "superprodução que demonstra mais uma vez que o RPM não deve nada às bandas lá de fora. Projeções, laser, elevadores, figurino, enfim, um show como os fãs esperam que seja: mega".


 


+ Veja a relação completa de notícias

<Voltar