Redes sociais
Facebook Twitter YouTube Instagram
Aplicativo da Festa
Baixe nosso aplicativo.
Disponível na Apple Store
Disponível no Google Play
Newsletter

Cadastre-se para receber nossas newsletters.

Nome*

E-mail*

#VOCENAFNM
Marta Faé com Rosemary

Marta Faé com Rosemary

+ Ver mais fotos
Vídeos
legenda

Vídeos da Festa no Youtube

+ Ver mais vídeos
Notícias do evento
Revista Festa
Nacional da Música

De 18 a 22 de outubro de 2015 | Canela RS

Artistas

Carlos Colla

Clique para ampliar

Carlos Colla

Confirmado para a 11ª Edição da Festa Nacional da Música.

Um dos compositores mais gravados do Brasil, Carlos de Carvalho Colla fez do romantismo um modo de vida. É o preferido de vários ícones da música brasileira, e também um dos raros que tem o privilégio de compor para Roberto Carlos. Colla tem cerca de duas mil músicas gravadas e centenas de sucessos interpretados por um elenco estelar da música brasileira, como Sandra de Sá, Maria Bethânia, Alcione, Chitãozinho e Xororó e Fafá de Belém.

Em 2008, Carlos Colla completou 50 anos de uma carreira brilhante e inestimável contribuição à música brasileira. Pelo conjunto de seu trabalho, ele recebeu, em 2010, Homenagem na Festa Nacional da Música. Este ano, o compositor volta para a décima edição do evento.

Filho de imigrantes italianos, Carlos Colla, como é conhecido, nasceu em agosto de 1944, em Niterói, no Rio de Janeiro, e hoje vive na capital fluminense. Desde muito jovem, interessou-se por música e, vez ou outra, aparecia em casa com uns trocados no bolso. A mãe, intrigada, queria saber que dinheiro era aquele. “Ganhei cantando”, respondia, orgulhoso de seu feito.

Durante anos Colla custeou os estudos na Faculdade de Direito se apresentando nas noites do Rio de Janeiro. Além de fazer voz e violão também tocava com a banda Julinho show. Até ser convidado por Mauricio Duboc para participar do conjunto musical O Grupo.

Foi numa apresentação do conjunto O Grupo no Canecão – célebre casa de shows carioca –, que Carlos Colla e Roberto Carlos se conheceram. Acompanhado de Duboc, Colla foi pedir ao Rei uma música e, prontamente, Roberto Carlos respondeu: “Tudo bem, desde que vocês façam uma pra mim”.

Carlos Colla se entregou ao desafio de corpo e alma e compôs com Duboc as músicas A Namorada e Negra. Nascia o compositor e a parceria de grandes sucessos, Colla e Duboc. Em 1971, Roberto Carlos gravou A Namorada e, no ano seguinte, Negra. Desde então, Carlos Colla figura entre os compositores preferidos do Rei, com mais de 40 sucessos gravados por ele, como eterno sucesso Falando Sério, gravada por inúmeros artistas, em vários idiomas.

Em 1974, graduou-se bacharel em Direito. Durante dez anos, exerceu a carreira de advogado, mas não abandonou o amor pela música e tampouco a inquietação de compor as canções encomendadas pelo mais importante intérprete brasileiro, Roberto Carlos.

No ano de 1980, Colla passou a dedicar-se inteiramente à sua arte, e presenteou o público com uma enorme quantidade de composições que, na voz de grandes intérpretes da MPB, se transformaram na trilha sonora da vida de milhares de brasileiros.

Carlos Colla emplacou vários sucessos e produziu muitos artistas, dentre os quais, o cantor mexicano Luis Miguel, e a turnê brasileira do grupo musical Menudo, fenômeno porto-riquenho. Como intérprete, gravou suas composições em dois trabalhos: um LP, pela gravadora Som Livre, e um CD, pela Transcontinental.
http://www.carloscolla.com.br

<Voltar