Redes sociais
Facebook Twitter YouTube Instagram
Aplicativo da Festa
Baixe nosso aplicativo.
Disponível na Apple Store
Disponível no Google Play
Newsletter

Cadastre-se para receber nossas newsletters.

Nome*

E-mail*

#VOCENAFNM
Marta Faé com Rosemary

Marta Faé com Rosemary

+ Ver mais fotos
Vídeos
legenda

Vídeos da Festa no Youtube

+ Ver mais vídeos
Notícias do evento
Revista Festa
Nacional da Música

De 18 a 22 de outubro de 2015 | Canela RS

Artistas

Dalto

Clique para ampliar

Dalto

O cantor Dalto, sucesso estrondoso nos anos 1980 e autor de mais de mil músicas ao lado de Cláudio Rabello, está confirmado na Festa Nacional da Música 2015. Suas canções fizeram parte da trilha sonora de 18 novelas da TV brasileira e internacional e muitas delas ganharam a voz de intérpretes consagrados. Entre eles estão Marina Lima, Beto Guedes, Roupa Nova, Ray Connif, Daniela Mercury, Simone, Jorge Aragão, Byafra, Marcos Sabino, Zizi Possi, Erasmo Carlos, Fafá de Belém, Preta Gil e Leo Jaime.

Filho do poeta/compositor Dalto Medeiros, aprendeu a tocar violão aos 15 anos e logo depois montou sua primeira banda de rock, “Os Hapalooses”. No início dos anos 70, foi convidado pra tocar nos “Os Lobos”, com quem gravou “Fanny” – dele e Cláudio Rabello. Com o grupo também participou no FIC com a música “Nicuri”, de Raul Seixas. Seus ídolos, Beatles, James Taylor, Ray Charles e a Bossa Nova, foram a sua grande influência. Após esse breve início de carreira, sai do grupo para estudar Medicina, formando-se médico.

Em 1974, lança-se em carreira solo gravando um compacto simples "Flash Back" (Dalto, Ralph Guedes e Claudio Rabello) para a Odeon. O sucesso, contudo, só apareceria mesmo nos anos 80, mais precisamente em 1981, quando obteve seu primeiro êxito como compositor com a canção "Bem-te-vi" (Dalto e Claudio Rabello), gravada e interpretada por Renato Terra, a qual vendeu mais de 250 mil cópias. Também em 1981, compõe "Leão ferido", em parceria com o cantor Byafra, que a interpretou. No ano seguinte, já como intérprete, obteria o maior sucesso de sua carreira: "Muito Estranho" (Dalto e Claudio Rabello), lançado pela Emi - Odeon e que segundo o historiador e jornalista Zuza Homem de Mello, foi a música brasileira que mais tempo ficou em primeiro lugar nas paradas de sucesso.

Outro grande sucesso do cantor é a música "Anjo" (Dalto, Claudio Rabello e Renato Correa), gravada em 1983 pelo grupo Roupa Nova. Nos anos seguintes suas músicas "Pessoa", "Espelhos D'água", "Quase Não Dá para Ser Feliz" e "Jezebel", todas com Claudio Rabello, fizeram parte de trilhas sonoras de novelas e viraram sucessos nas rádios nacionais. Após alguns anos longe da mídia, grava o álbum "Guru" (Dalto e Claudio Rabello), álbum acústico. Em 2000, grava "Cachorro Fujão" pelo selo Casa Jorge Discos. Um dos últimos trabalhos de Dalto foi a canção "Faça um Pedido", que fez parte da trilha sonora da novela “Viver a Vida”.
 

<Voltar