Redes sociais
Facebook Twitter YouTube Instagram
Aplicativo da Festa
Baixe nosso aplicativo.
Disponível na Apple Store
Disponível no Google Play
Newsletter

Cadastre-se para receber nossas newsletters.

Nome*

E-mail*

#VOCENAFNM
Marta Faé com Rosemary

Marta Faé com Rosemary

+ Ver mais fotos
Vídeos
legenda

Vídeos da Festa no Youtube

+ Ver mais vídeos
Notícias do evento
Revista Festa
Nacional da Música

De 18 a 22 de outubro de 2015 | Canela RS

Artistas

Robison Boeira

Clique para ampliar

Robison Boeira

Confirmado na Festa Nacional da Música 2015, Robison Boeira é um jovem acordeonista com uma grande bagagem musical, afinal, desde os 4 anos de idade dedilha acordes deste instrumento que é uma das paixões do gaúcho. 

Sua história na música começou cedo, e a primeira gaita foi um presente da mãe, Dona Deniz. Mas seu grande incentivador foi o seu pai, Sr. José Boeira, que conta com orgulho as histórias da infância de Robison e lembra as primeiras apresentações do filho.

Foi ouvindo canções de José Mendes e tentando reproduzir os acordes que escutava que o audacioso menino demonstrou o interesse pela arte. Aos 6 anos Robison passou a ter aulas com Chiquinho da Gaita. Também foram seus mestres Oscar dos Reis, Chico Brasil e Alexandre Batistel. Aos 11 anos tocava em bailes e, assim, Robison seguiu profissionalmente como músico, durante alguns anos viajando com grandes grupos de música gaúcha, participando de shows e bailes pelo Sul do Brasil. Mas a paixão pela música nativista e a saudade de casa fizeram Robison buscar um novo rumo.  Aos 25 anos decidiu se dedicar à música nativista, inspirado em músicos como Gilberto Monteiro, Raul Barboza, Tio Bilia e Lúcio Yanel.

A escolha pelo nativismo lhe rendeu a carreira solo e abriu novos caminhos. Robison, que coleciona alguns prêmios, guarda com carinho o primeiro troféu, conquistado no 15º Rodeio Crioulo Nacional, em 1989. Também guarda o primeiro disco, gravado em 1992 – premiação pela conquista do Festival de Gaita Ponto de Caxias. Em 2011 recebeu três indicações ao Prêmio Açorianos de Música, incluindo a de Revelação do Ano.
Hoje, o menino que recebeu como herança do pai o gosto pela música, e dos mestres os ensinamentos para se tornar um profissional qualificado, tem a oportunidade de dividir o palco com ícones da música nativista, como Luiz Carlos Borges, Daniel Torres, Jorge Guedes e Lúcio Yanel.
 
http://www.robisonboeira.com

<Voltar