Notícias da Festa

Fernando Sabino, Nando Cordel, Paulo Massadas, Michael Sullivan, Sá e Gisa Nunez (Crédito: Jackson Ciceri/FNM) Fernando Sabino, Nando Cordel, Paulo Massadas, Michael Sullivan, Sá e Gisa Nunez (Crédito: Jackson Ciceri/FNM) Clique aqui para baixar a imagem em alta resolução

Ninho da Criação reúne compositores e as histórias de suas canções

Artistas revelam as histórias de suas composições para os fãs

Um plateia repleta de fãs recebeu os cantores e compositores Fernando Sabino, Nando Cordel,  Sá, da dupla Sá e Guarabyra, além de conferir o reencontro no palco de uma das duplas mais famosas das décadas de 1980 e 1990, Paulo Massadas e Michael Sullivan, no Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael, reunidos no programa Ninho da Criação, comandado pela cantora Gisa Nunez. Os artistas revelaram as histórias divertidas que inspiraram as composições de obras-primas da MPB, como "Amor Perfeito", gravada por Roberto Carlos, Ivete Sangalo, Claudia Leitte e tantos outras estrelas.

Com sua voz potente, o compositor Michael Sullivan, ao lado de seu companheiro inseparável na produção de grandes hits dos anos 1980 e 1990, aproveitou o momento para reverenciar Tim Maia, que mais do que um grande talento da música e um dos responsáveis por seu seu sucesso, foi um amigo desde a época do grupo "Os Selvagens". "A música 'Leva' nasceu de um jingle para a Rádio Bandeirantes, que Tim insistiu para gravar." Massadas completou o rol de histórias sobre Tim Maia confessando que nunca pensou que faria parte da vida dele, compondo três sucessos grandiosos do gênio, entre elas "Dia de Domingo", que foi cantada junto com a plateia.

Nando Cordel divertiu a todos contando que a autoria de sua música "De Volta para o Aconchego" foi praticamente "roubada" por outro grande compositor, Carlos Cola, para conquistar uma mulher. "Ela disse que adorava a música, e ele, na hora, disse: "É minha". Ele também falou como seus hits resultaram de encomendas de amigos, como Elba Ramalho, a primeira a gravar "Doida". Sua dificuldade em fazer sucesso no começo da carreria, a amizade com Sullivan desde essa época e cumplicidade com Sabino e Sá, na execução de cada canção emocionou o público.

Maria Edelmira Ferrerira, 61 anos, integrante da Associação Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Previdência Social, entidade que trouxe uma caravana ao evento, chorou ao longo de boa parte do evento, pois foi tocada pelas recordações dos grandes sucessos mostrados no palco. "Eu ouvi essas músicas durante tanto tempo. E elas voltam a emocionar quando a gente relembra. Estou muito feliz de ter vindo conferir o evento", registrou.

A visão à frente do tempo de Sá & Guarabyra, na composição de "Sobradinho", tratando de questões ecológicas nos anos 1970, a suavidade de "Reluz", de Fernando Sabino – que também apresentou sua nova música "Dia Simples". O encontro foi encerrado ao som dos sucessos de Sullivan e Massadas, como "Whisky a Go Go", "Parabéns da Xuxa", "Lua de Cristal". 


Voltar

Cadastre-se para
saber mais